Energia Eolica

Agosto 17 2013

A China fortaleceu a sua posição como líder em energias renováveis através da instalação do parque eólico mais alto do mundo. O feito consistiu na instalação de cinco turbinas eólicas no Tibete, por parte da empresa de energia Longyuan Power, a uma altura de 4.900 metros acima do nível do mar.

A instalação destas turbinas é a primeira fase de um grande projecto que acabará por incluir 33 turbinas eólicas. A empresa tem feito progressos impressionantes nos últimos anos, com os seus dispositivos totais de energia a gerarem mais de 2,5 milhões de MWh em Julho deste ano. Apenas em 2013, a Longyuan Power aumentou a sua capacidade de geração de energia eólica em 36,8%.

A China é um país imenso e as ineficiências nas redes de transmissão de energia podem conduzir a grandes perdas de electricidade de famílias e empresas. Espera-se assim que o novo projecto, implantado numa área remota mas rica em recursos, ajude a reduzir as perdas de transmissão eléctrica, contribuindo para o desenvolvimento económico da região.

De acordo com o Inhabitat, o objectivo final da Longyuan Power é a instalação de 33 turbinas com 96 metros de altura e capacidade de 1.500 kilowatts ao longo de mais de 126 hectares, em Nagqu County, para uma capacidade total de 49,5 MW.

fonte:http://greensavers.sapo.pt/2

publicado por adm às 22:26
Tags:

Agosto 15 2013

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) habilitou 377 empreendimentos de parques eólicos para o próximo leilão de energia de reserva, marcado para 23 de agosto.


O total ofertado é 8.999 megawatts (MW), o equivalente a duas vezes a média de produção da futura Usina Hidrelétrica de Belo Monte, que está sendo construída no Rio Xingu, no estado do Pará, e que deverá produzir 4.500 MW médios ao longo do ano.

Os futuros empreendimentos serão instalados em oito estados, sendo sete no Nordeste e um no Sul. O maior número de projetos habilitados é na Bahia, com 123 projetos e 2.920 MW.

Em seguida, vem o Rio Grande do Sul, com 94 projetos e 2.006 MW, à frente do Ceará, com 63 projetos e 1.487 MW. Na quarta posição, aparece o Rio Grande do Norte, com 41 projetos e 980 MW. Depois, aparecem Piauí, com 31 projetos e 913 MW; Pernambuco, 14 projetos e 371 MW; Paraíba, nove projetos e 264 MW, e Maranhão, dois projetos e 58 MW.

O preço inicial será de R$ 117 por megawatt-hora e firmarão contrato no leilão os fornecedores que oferecerem o menor preço de venda da energia para Contratos de Energia de Reserva, com início de suprimento em 1º de setembro de 2015. A informação foi divulgada hoje (14) e pode ser acessada na íntegra na página da empresa.

fonte:http://exame.abril.com.br/e


publicado por adm às 22:34

pesquisar
 
links
subscrever feeds