Energia Eolica

Julho 26 2015

O primeiro parque eólico inaugurado na Bahia tem apenas três anos de funcionamento e localiza-se em Brotas de Macaúbas, no sudoeste do estado. Ele fez com que o estado alcançasse a segunda posição em maior geração de energia eólica do Brasil.

Dados do CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) mostram que o Rio Grande do Norte lidera, com uma produção de 720 megawatss mensais. O Ceará e o Rio Grande do Sul ocupam o terceiro e o quarto lugar, respectivamente, com 380 e 328 megawalts.

A Bahia, no mês de maio, registrou a produção de 463 megawatts superando os demais estados do país. Caso o ritmo seja mantido, é previsto que até 2021 a Bahia torne-se a maior fonte de matriz energética pela força dos ventos. O estado possui 168 projetos relacionados à energia eólica espalhados em 21 municípios, destes, 37 parques já estão em operação, 31 em construção e os outros aguardam por autorização de licenciamento ambiental. A expectativa é grande, os investimentos pretendem atingir a marca de um gigawatt até 2016, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

A equipe do POP procurou saber quantos watts são gastos em média em alguns dos eletrodomésticos mais utilizados nos lares brasileiros. Com isso, é possível ter uma noção da produção de energia por estado com o quanto você gasta em sua rotina.

Primeiro é preciso entender os valores:

1Kw = 1000 watts

1Mw= 100.000 watss

Então, 1 MegaWatt tem Mil Kilowatts.

Tabela Energia

Tabela produzida de acordo com os dados da Eletrobrás. (Arte: POP/Ana Beatriz Alves)

Para saber o consumo exato em quilowatts/hora de seus eletrodomésticos verifique qual a potencia de cada um deles em watts(W), divida por 1.000 e multiplique pelo número de dias e pelo tempo médio de uso diário.

 

fonte:http://deixaqueeumanjo.pop.com.br/

publicado por adm às 11:22
Tags:

Julho 12 2015

A produção de energia eólica da Dinamarca atingiu a marca de 140% em relação à demanda energética nacional, na última sexta-feira (10). Com isso, o país pôde exportar energia para a Alemanha, para a Suécia e para a Noruega. 

Os 140% representam um valor acima da média de um dia com muito vento, que é de 116%. O novo recorde foi atingido quando a demanda energética do país baixou, por volta das 3 horas da manhã de sexta-feira.

“Isso mostra que um mundo que funciona 100% com energia renovável não é uma fantasia”, informou Oliver Joy, da Associação de Energia Eólica da Europa, segundo o The Guardian. “A energia proveniente do vento e de fontes renováveis podem ser a solução para a descarbonização – e também para a segurança do suprimento em tempos de alta demanda.”

Líder no segmento de energia renovável, a Dinamarca, que tem 5,6 milhões de habitantes (menos da metade da população de São Paulo), tem a meta de produzir metade de sua demanda energética com a força do vento até 2020. Outro objetivo do país é acabar completamente com o uso de combustíveis fósseis, não só na geração de energia doméstica, mas também nos carros, até 2050.

Neste site é possível acompanhar a geração de energia eólica da Dinamarca. Nos últimos horários de pico do país, as fazendas de vento nem estavam operando com a sua capacidade total (4,8GW) para atender a demanda energética. 

Aproximadamente três quartos da capacidade eólica do país vêm de parques eólicos onshore, que têm forte apoio do governo.

A marca histórica de geração de energia da Dinamarca aconteceu na mesma semana em que o Facebook anunciou um novo data center nos Estados Unidos que funcionará com energia eólica.

Fonte: The Guardian

publicado por adm às 09:01
Tags:

pesquisar
 
links
subscrever feeds