Energia Eolica

Novembro 19 2011
Com investimentos de R$ 65 milhões e 14,4 MW, Miassaba II no Rio Grande do Norte foi desenvolvido pela Bioenergy
 

 
 
 

O Operador Nacional do Sistema (ONS) e a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern) acabam de autorizar a entrada em operação em teste do primeiro parque eólico destinado exclusivamente ao mercado livre no Brasil. O parque de Miassaba II conta com nove aerogeradores da GE, os primeiros a serem instalados no País,  capazes de gerar 14,4 MW, com investimentos de R$ 65 milhões.

A nova operação eólica será oficialmente inaugurada no dia 9 de dezembro deste ano, junto com o parque de Aratuá I, destinado ao mercado cativo, que conta também com nove aerogeradores GE, com potência e investimentos iguais ao do parque no Ambiente de Comercialização Livre (ACL). “Somos a primeira empresa a entregar megawatts de energia eólica nessa modalidade, o que, por si só, assegura a nossa credibilidade”, explica Sérgio Marques, presidente da Bioenergy.

Marques é um dos pioneiros em energia eólica no Brasil. Começou como executivo da ABB Energy Ventures, para depois arrematar a operação da multinacional em 2002 e fundar a Bioenergy.

Os projetos da Bioenergy vão alem do Rio Grande do Norte. A empresa vai participar ainda do Leilão A-5, com 15 projetos de usinas eólicas no Maranhão. As iniciativas deverão movimentar investimentos da ordem de R$ 2 bilhões. A companhia já está há mais de dois anos realizando estudos de medição de vento no estado, e constatou que o potencial da região é forte. “Temos, no total, 50 projetos previstos nessa unidade da federação”, complementa. “Estamos bastante otimistas com o avanço da energia verde no Brasil”, conclui.

A Bionergy, fundada em 2002, foi uma das pioneiras no Brasil em energia eólica. Conta, atualmente, com seis empreendimentos contratados nos leilões de 2009, 2010 e 2011, assim como no mercado livre, os quais totalizam 144 MW de potência instalada e demanda investimentos de cerca de R$ 570 milhões, todos localizados no Rio Grande do Norte. No total, a empresa soma projetos de mais de 1,5 mil MW de potência instalada, incluindo as iniciativas no estado do Maranhão. 

fonte:http://www.ogirassol.com.br/p

publicado por adm às 19:14
Tags:

pesquisar
 
links