Energia Eolica

Novembro 24 2011

O Brasil é o País que produz a energia eólica mais barata do mundo – cerca de €40 por kWh (R$99,64 por kWh), de acordo com Elbia Melo, directora e presidente executiva da Abeeolica, a Associação Brasileira de Energia Eólica. A responsável, que se baseou em dados do Ministério de Minas e Energia (MME) do Brasil, afirmou inclusive que os preços podem ainda baixar mais em Dezembro.

Nos últimos três anos, no Brasil, a energia eólica aumentou a sua competitividade, sobretudo devido ao crescimento da produtividade e diminuição dos custos de geração. É hoje também a segunda fonte de energia mais barata do país, a seguir à hídrica.

“Todo este crescimento do sector não aconteceu por magia” – explicou Elbia ao Planeta Sustentável. “O Brasil investiu muito na aprendizagem tecnológica desde 2004, com o Programa Nacional de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Eléctrica, o Proinfa. Como consequência, conseguiu progredir do ponto de vista técnico e aumentar a sua capacidade de gerar energia eólica”.

Há ainda duas outras razões para o preço barato desta energia. Em primeiro lugar, o modelo de leilão promovido pelo Governo estimula a competição entre as empresas do sector, colocando-as frente a frente para expôr os seus custos de produção; em segundo, a crise económica inibiu os investimentos globais em energia eólica, dando ao Brasil o título de terceiro país que mais produz esta electricidade, a seguir à China e Índia.

“Em Dezembro temos um novo leilão e todos se estão a perguntar se o preço da produção poderá baixar ainda mais. Muitos duvidam, mas o mercado é imprevisível e várias empresas ainda querem entrar neste sector. Então sim, há grandes chances de baratear ainda mais o process”, concluiu Elbia Melo.

fonte:http://www.greensavers.pt/20

publicado por adm às 23:17
Tags:

pesquisar
 
links