Energia Eolica

Dezembro 17 2011

Pesquisadores da Universidade Case Western Reserve, nos EUA, desenvolveram uma hélicepara turbinas de usinas eólicas muito mais leve e resistente. Normalmente, as hélices chegam a diâmetros de 60 m. Por isso, construir um elemento deste tamanho capaz de resistir à pressão de ventos fortes sem pesar muito é um desafio.


O protótipo usa um composto a partir de poliuretano e nanotubos de carbono. As hélices já foram testadas com sucesso em turbinas de 400 watts. Mais leves, elas aproveitam melhor os ventos, uma vez que sopros mais fracos já são suficientes para fazê-las girar.

Mas ainda há um problema nisso tudo. É o custo da tecnologia, já que a manufatura de nanoestruturas de carbono ainda é um processo complexo e caro, sobretudo para a confecção das enormes hélices necessárias para um planta de produção de energia. A esperança dos pesquisadores é que, conforme amadureça, a indústria da energia eólica barateie os custos de pesquisa e desenvolvimento.

fonte:http://www.techtudo.com.br

publicado por adm às 20:23

pesquisar
 
links