Energia Eolica

Dezembro 22 2011

O consórcio formado por Furnas (49%) e Alupar Investimento S.A. (51%) vendeu no dia 20 de dezembro (terça-feira), no leilão de geração da Aneel 07/2011, 204 MW de energia eólica para entrega a partir de janeiro de 2016. O preço vencedor foi equivalente a R$ 110,00 MW/h, um deságio de cerca de 5% sobre o inicial. As empresas construirão em parceria dez parques eólicos no município de Aracati, no Ceará, com investimentos da ordem de R$ 800 milhões.

“Estamos investindo mais de R$ 1 bilhão em geração eólica e temos todo interesse em avaliar novas oportunidades. Essa vitória firma a parceria com a Alupar e dá continuidade à política de Furnas de diversificar suas formas de geração de energia limpa”, afirma Olga Simbalista, diretora de Planejamento, Gestão de Negócios e de Participações de Furnas.

“A Alupar vem trabalhando no desenvolvimento de parques eólicos com o objetivo de fortalecer as fontes renováveis do Grupo. A parceria com Furnas foi fundamental para o sucesso neste Leilão”, declara Enio Nucci, diretor de Novos Negócios da Alupar.

Furnas e Alupar selecionaram para os empreendimentos aerogeradores fabricados pela alemã Fuhrländer. Os equipamentos contam com potência de 2,5 MW; altura de 141 metros – os mais altos no Brasil, onde os ventos são menos sujeitos a interferências; e torres treliçadas que não comprometem a dinâmica do aerogerador, ao invés das estruturas tubulares mais comuns no mercado.

Perfil-Furnas possui um complexo de empreendimentos responsável por quase 10% da geração do Brasil. São 15 usinas hidrelétricas, duas termelétricas, aproximadamente 20 mil quilômetros de linhas de transmissão e 52 subestações. De toda a energia consumida no País, mais de 40% passam pelo Sistema Furnas.

Atualmente, Furnas constroi, em parceria com grupos empresariais, os parques eólicos Miassaba III e Rei dos Ventos I e III, que vão entrar em operação no início de 2012. Em 2014 será a vez dos parques Famosa I, Rosada, Pau Brasil e São Paulo, cujas construções foram asseguradas com a venda de energia no Leilão LER 03/2011. Concentrados na Região Nordeste, os sete empreendimentos somam 487,6 MW/h de potência instalada, energia para 1,2 milhão de pessoas.

No plano de expansão de Furnas também está a construção de três usinas hidrelétricas - Santo Antonio (RO), Simplício (RJ/MG) e Batalha (GO/MG), além de 26 novas linhas de transmissão e 14 subestações, sendo construídas com recursos próprios e em parceria com a iniciativa privada. Além disso, a empresa também participa com 49% da UHE Teles Pires (MT/PA), arrematada no final de 2010 em parceria com a Neoenergia e com a Odebrecht e em fase de estudos de viabilidade.

Perfil-A Alupar diversificou sua matriz energética investindo em geração de médio e pequeno porte como UHEs e PCHs. Atualmente a Companhia detém 459 MW de capacidade instalada, sendo 179,4 MW implantados e outros 280 MW em implantação. Os empreendimentos de geração da Companhia estão distribuídos em três usinas hidrelétricas, a UHE São José (51 MW), no Rio Grande do Sul, a UHE Foz do Rio Claro (68,4 MW), em Goiás, e a UHE Ferreira Gomes (252 MW), no Amapá, e em cinco pequenas centrais hidrelétricas, a PCH Queluz (30 MW) e a PCH Lavrinhas (30 MW), localizadas no estado de São Paulo, e as PCHs Guática I (4 MW) , Guática II (8 MW) e Morro Azul (16 MW), localizadas na Colômbia.

No segmento de transmissão, a Alupar detém a concessão de 19 sistemas de transmissão, sendo 715 Km de linhas em implantação na região Norte, nos estados do Amazonas e Roraima, e outros 4.750 Km de linhas em operação localizados na região Norte e Nordeste do país, nos estados do Pará, Maranhão, Piauí e Ceará, na região Sul, no estado de Santa Catarina, na região Sudeste, nos estados de Minas 

fonte:http://www.revistafator.com.br/

publicado por adm às 11:48
Tags: ,

pesquisar
 
links