Energia Eolica

Novembro 11 2010

O primeiro protótipo nacional de eólica offshore vai ser testado na Aguçadoura, no início do próximo ano. O projecto WindFloat, da EDP, tem sido testado num tanque de ondas desde Maio de 2009, e conta com tecnologia da Principle Power. João Maciel, responsável pelo Desenvolvimento Tecnológico da EDP Inovação, anunciou ontem na conferência Energias Renováveis, Energias do Futuro, que decorreu no âmbito da 5ª Expo Energia, que «este local foi seleccionado por ser mais próximo das condições reais de mar profundo, apesar do LNEG ter sugerido uma região do Algarve – onde o mar é mais calmo – para a primeira fase de testes do protótipo».

O WindFloat é uma tecnologia semi submersível, em tudo semelhante a uma plataforma petrolífera com três pilares. Num desses pilares é instalada a torre eólica, com uma turbina de 2MW. Esta tecnologia tem a vantagem de poder ser totalmente montada em terra, e posteriormente rebocada até ao local onde produzirá energia.

Na Aguçadoura os testes poderão durar entre 12 a 24 meses, dependendo das vicissitudes que forem surgindo, explicou João Maciel. O projecto conta com um orçamento na ordem dos 18,4 milhões de euros, como protótipo de demonstração. A fase seguinte, pré-comercial, deverá passar pela instalação de três a cinco torres com turbinas de 5 MW, num custo estimado de 4,3 milhões de euros por MW. A fase comercial prevê a instalação de 25 equipamentos deste género, com turbinas de 5MW, com um custo de cerca de três milhões de euros por MW.

fonte:ambienteonline

publicado por adm às 22:38

pesquisar
 
links