Energia Eolica

Junho 11 2011

O Parque Eólico de Monte São Filipe, na Cidade da Praia, com uma potência instalada de 10 «megawatts» (MW), deverá começar a funcionar em agosto, anunciou hoje o diretor-geral da Energia de Cabo Verde.

Segundo Abraão Lopes, as ferramentas essenciais para a montagem do parque no Monte de São Filipe, que representa um investimento de 16 milhões de euros já estão no país, acrescentando que o parque, representará cerca de 25 por cento do total da produção do país.

Abraão Lopes, que falava aos jornalistas à margem de uma visita ao Porto da Cidade da Praia para receber os 11 novos aerogeradores, salientou que o parque vai produzir cerca de 110 «gigawatts» (GW) de energia por ano.

"Os aerogeradores vão instalar cerca de 10 «megawatts» (MW) de potência nominal na cidade, o que significa uma composição muito grande em termos de capacidade instalada", referiu, lembrando que o projeto prevê a construção de parques idênticos nas ilhas de São Vicente (6 MW), Sal (8 MW) e Boavista (2,4 MW).

O Parque Eólico a ser instalado na Praia é cofinanciado pelo Governo de Cabo Verde, Electra, InfraCo, Finnfund, BAD e BEI.

O custo do projeto global a ser instalado nas ilhas de Santiago, São Vicente, Sal e Boavista ronda os 63 milhões de euros, e contribuirá, segundo os responsáveis, para uma potência a ser instalada à volta de 28 MW, o que significa uma taxa de penetração das energias renováveis na rede elétrica nacional de mais de 25 por cento.

fonte:http://sicnoticias.sapo.pt/L

publicado por adm às 21:28

Dezembro 13 2010

A portuguesa Solidal vai contribuir para a instalação de quatro parques eólicos em Cabo Verde, através do fornecimento de 180 quilómetros de cabos eléctricos. O contrato, no valor de um milhão de euros, foi assinado com a empresa dinamarquesa Vestas, que ganhou o concurso chave-na-mão para a construção dos parques eólicos.

Os cabos isolados de média tensão estão destinados às redes de média tensão dos parques e respectiva interligação às subestações. «Com este fornecimento, estaremos associados a um dos maiores projectos de investimento no sector energético em Cabo Verde, que desempenhará um papel de extrema importância na redução da dependência energética daquele país», sublinha o presidente da Solidal, Pedro Lima.

O fornecimento dos cabos eléctricos para os quatro parques eólicos de Cabo Verde deverá estar concluído durante o primeiro semestre de 2011, adianta ainda a empresa. As quatro infra-estruturas, adjudicadas pelo Governo cabo-verdiano por 45 milhões de euros, representam uma potência de 28 MW, distribuídos pelas ilhas de Santiago (10 MW), do Sal (8 MW), de São Vicente (6 MW) e de Boavista (4 MW).

fonte:ambienteonline

publicado por adm às 23:00

Outubro 11 2010

O Banco Europeu de Investimentos (BEI) e o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vão conceder a Cabo Verde um empréstimo de 45 milhões de euros para a construção de quatro parques eólicos.

Os parques serão construídos nas ilhas de Santiago, São Vicente, Boavista e Sal.

O BEI e BAD consideram "modelar" o programa de energias renováveis de Cabo Verde, a primeira produção em larga escala de energia eólica de África, segundo noticia hoje a edição online do jornal cabo-verdiano A Semana.

Num comunicado, o BEI comunica que, em parceria com o BAD, vai ajudar a financiar o parque eólico de Cabo Verde.

A colaboração entre o BEI, que emprestará 30 milhões de euros, e o BAD, 15 milhões, é fruto de um acordo assinado em Washington por Plutarchos Sakellaris (BEI), representantes do BAD e Cristina Duarte, ministra das Finanças de Cabo Verde, que participa naquela cidade na assembleia anual do Fundo Monetário Internacional (FMI).

O custo global do projecto está orçado em 60 milhões de euros e a verba a disponibilizar destina-se à construção dos quatro parques eólicos nas ilhas de Santiago, São Vicente, Boa Vista e Sal.

fonte:diariodigital

publicado por adm às 22:49

pesquisar
 
links