Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Energia Eolica

O blog Energia Eolica têm o objectivo de dar a conhecer e divulgar esta energia limpa que se obtém através do vento. Turbinas, aerogeradores, micro-produção de energia, turbinas caseiras, turbinas domesticas...

O blog Energia Eolica têm o objectivo de dar a conhecer e divulgar esta energia limpa que se obtém através do vento. Turbinas, aerogeradores, micro-produção de energia, turbinas caseiras, turbinas domesticas...

Energia Eolica

05
Mai10

Siemens lança nova turbina eólica de maior rendimento

adm

A través do sector Energy, a Siemens anunciou que o novo aerogerador de accionamento directo SWT-3.0-101 está pronto a ser comercializado. Com uma potência nominal de 3 megawatts, este novo equipamento distingue-se pelo graças ao “conceito de accionamento directo com gerador de íman permanente”.

 

Segundo o comunicado da Siemens, este novo aerogerador, “com apenas metade das peças de uma turbina eólica convencional e ainda menos de metade das partes rotativas, necessita de menos manutenção e permite “aumentar a rentabilidade dos clientes”.

A nova turbina eólica de accionamento directo caracteriza-se por um rotor com um diâmetro de 101 metros, que está agora disponível a nível mundial, tanto para projectos em terra, como no mar.

“O novo SWT-3.0-101 oferecerá mais 25% de energia que o nosso aerogerador actual de 2,3 megawatts, mas terá menos peso e apenas metade das peças”, referiu o CTO da Siemens Wind Power Business Unit, Henrik Stiestal.

“Este aerogerador foi concebido com o nosso objectivo de reduzir a complexidade, a fim de aumentar tanto a fiabilidade como a rentabilidade”, explicou o mesmo responsável, revelando que, no futuro, acredita que este “aerogerador de accionamento directo será um investimento fiável a realizar na área de produção energética”.

Este equipamento contém um accionamento sem caixa redutora, com gerador síncrono compacto com excitação permanente. A principal vantagem dos geradores com íman permanente reside “no seu design simples e robusto, que dispensa qualquer energia de excitação, anéis colectores ou sistemas de comando da excitação”. Desta forma, é possível alcançar uma “elevada eficiência, mesmo em períodos de carga baixa”.

fonte:www.construir.pt

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Sites interessantes

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D